segunda-feira, 23 de agosto de 2010

7 meses depois



Quando Soderling fez o favor de arrumar Nadal o ano passado em RG, Federer naturalmente aproveitou a oportunidade para levar o caneco para casa e bateu facilmente o sueco. Agora agradeceu a Fish por o ter livre de Nadal e Murray e despachou-o naturalmente.

Parece-me que é uma das grandes especialidades de Federer: quase nunca perde uma final com um gajo pior que ele, por muito em forma que o gajo esteja, por muitos gajos a quem o Federer poderia não ganhar ele tenha despachado.

2 comentários:

José disse...

O rei está vivo! Moribundo, mas vivo.
Gosto mesmo deste tipo, e sinto-me feliz por ter podido testemunhar todos estes anos de glória, e parece-me incrível haver quem diga que o Nadal é melhor jogador, o que não faz o mínimo sentido (apesar do H2H). São 23 semi-finais (pelo menos) seguidas em torneios do Grand Slam, o que significa 6 anos de grande forma, sem quebras, com 16 vitórias pelo meio. É maravilhoso, este tipo. Espero vê-lo a ganhar pelo menos mais um Grand Slam. Wimbledon 2011 seria uma delícia.
Devia ter ido para jogador de ténis, eu. Ganhar uma pipa de massa.

intrigaint@gmail.com disse...

POIS, É COMO EU...