quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

2009 - Blogs

Aí há tempos tive um blog sobre cinema. Na altura via uns 80 ou 90 filmes nas salas por ano, mais uns 20 por mês em casa. O blog não tinha mais de 90 ou 100 visitas por dia e um dia eu chateei-me com tanta ingratidão da população e fechei a torneira (também conheci uma menina e não queria ver os filmes no PC - preferia vê-los no cinema quando ela me convidava, o que era incompatível com a actualização just in time do blog).

Mas um dia a menina dos parêntesis chateou-se comigo (mais uma) e como não tinha mais nada que fazer, abri este blog (já não dava para reatar 0 do cinema porque já não via filmes em numero suficiente - primeiro por causa da menina e depois por causa da depressão).

Este blog então aberto era suposto ser sobre livros e, vá lá, sobre os filmes que ia vendo. Mas acontece que descobri que sobre livros não sei escrever (sou muito mariquinhas com os livros e não consigo marcar páginas ou frases - e já não sei quem disse que uma boa citação é o segredo da crítica literária), de modo que me limitei a ir alinhavando umas coisas sobre fitas (como bem disse Truffaut, sobre filmes toda a gente escreve - mesmo os que nunca viram um filme de Murnau). Mas para isso mais valia retomar o blog antigo.

De modo que, pouco a pouco, este blog foi-se tornando apenas um citador de outros blogs, facto agora oficializado pelo pmramires (eu cá ponho links, que não tenho mais nada que fazer) que nos apodou (plural majestático), num post sobre a bloga que lê, de "sintetizador de links". O que me parece bem e até legitima a minha preguiça de pôr aqui algo mais.

Seja como for, apesar de aqui o tasco ter umas 4 ou 5 visitas por dia (que eu sempre pensei serem de pessoas que vinham cá parar ao calha, mas agora sei que pelo menos uma delas vem cá de propósito - o pmramires), considero-o (ao contrário do das 90 ou 100 visitas) um sucesso (não Um sucesso!, mas ainda assim um sucesso).

O maradona, a bomba e a menina limão (todos referidos pelo pmramires) responderam a um "Inquérito de Verão" aqui lançado (quando aqui ainda se tentava ir além do copy/past), ao contrário do Alexandre Andrade e do Pedro Bento Buarte (o primeiro foi devidamente castigado, não sendo referido pelo pmramires); e passaram aqui pelos comentários, além da menina limão e do pmramires, o Grande José(de cujo antigo blog o pmramires gosta muito, enquanto que do novo só gosta, sem muito), o gaf (para puxar as orelhas à menina limão) e, imagine-se, o michael jord..., perdão, o pedro mexia (para me puxar secamente as orelhas, a propósito de uma gracinha frustrada que tentei fazer). Pode-se dizer que aqui as catacumbas estiveram muito bem frequentadas.

E pronto. Como diria o maradona, estamos todos bem, não têm que se preocupar com nada.

P.S.: E o Luis M.Jorge linkou-me, pá. Enfim, deveria dizer, retribuiu-me o link, mas não deixa de ser o ponto alto aqui do tasco, que só a minha distracção remete para um P.S. (ou se calhar foi o meu inconsciente que insistiu misteriosamente em juntar 'Luis M.Jorge' e 'PS' na mesma frase).

P.P.S: Posta escrita há 15 dias a propósito da do pmramires (uuff!), mas que me esqueci de publicar na altura.

Adenda: E, para me estragar as estatísticas, o João Lisboa linkou aqui um post (sobre um tema sobre o qual sou um bocado chato, reconheço), e trouxe aqui uma catrefada de inocentes (não tantos como o maradona, que este fique sossegado). Como se não bastasse, o Ricardo Gross teve a gentileza de me responder, ainda para mais com uma promessa que um viciado em listas como eu não perdoará. E, reconheçam, vai ser bonito, no reveilhão, a partir da segunda garrafa de Batuta (ah, pois é), começar a gabar-me que o João Lisboa e o Ricardo Gross 'dialogaram' comigo. Nunca mais me rio quando vir o Engenheiro (whatever) Sócrates na TV a gabar as novas teconologias.

16 comentários:

João Lisboa disse...

:-)

Bom Batuta!...

Menina Limão disse...

O gaf puxou-me as orelhas? Está para vir o dia, mate.

Menina Limão disse...

«luis»? Coitado, não é luís, é José. José, o Grande, sff.

rui disse...

José, o Grande José, claro, não sei onde raio fui buscar o Luis. He pá, ter as orelhas puxadas por um tradutor e especialista em escritores russos é um elogio!

Bom ano para todos.

José disse...

Carambas, a mim é que ninguém me puxa as orelhas.
Quanto ao Luís, de facto também sou. Luís, digo, e fui aqui nos blogues Luís durante muito tempo, pelo que deve ser por isso.
Um bom ano para vós, também. E que o intriga internacional, citador ou não, continue em harmonia.

rui disse...

Bem me parecia que o Luis me soava bem...

Bom ano para ambos ;)

Menina Limão disse...

Bom ano, bom ano. (Vou ficar só mais um bocadinho por aqui a olhar para a foto do lado.)

pmramires disse...

eu curtia o que escrevias sobre cinema (só não gostei de um post benevolente sobre Ligações Perigosas - os piores 4 euros gastos no cinema este ano. já agora, ainda está o online o outro blogue?), e também curtia o mictório luzidio (o que me fez não gostar daquele post do José em que em vez de amar fervorosamente o pouco público que o visitava, refletia sobre o porquê de ser pouco e que tinha que mudar e isso. há outro blogue que também fez isso, mas agora não me lembro).

estou tão cansado. já não tenho idade para passagens de ano. sinto-me como aqueles jogadores de futebol que já estão numa idade em que precisam de mais tempo de recuperação. que tristeza.

também gosto (como a limão) das fotos ao lado. gostei muito do filme da primeira foto (que é só um bom filme, mas eu gostei muito).

bem, como diz um meu amigo: continua mas é a escrever, nós estamos cá para ler.

abraço

Menina Limão disse...

Esse post do Zé era ironia pura. Se o Zé se preocupasse com isso dessa forma, não passava a vida a criar e a apagar blogs sem deixar que amadurecessem e não os criava praticamente ou totalmente clandestinos como acontece com frequência.

Mas ele que venha cá defender-se. De ti ou de mim, eheh. Eu adorei esse post, entendi-o acima de tudo como uma ironia dirigida ao «sistema».

rui disse...

pm, se eu te dissesse qual era o tal blog de cinema, a seguir tinha que te assassinar, que é uma coisa que ninguém quer.

e, por falar nisso, quais são os tais blogs totalmente clandestinos do zé-luis?

(é bom ver aqui as catacumbas tão bem frequentadas)

Menina Limão disse...

Eu não disse que ele os mantinha. ;)

pmramires disse...

Limão, eu não acusei ninguém meu Deus, para ele se vir defender. e também não disse que a reflexão não continha ironia (até a minha observação contém ironia).

o que eu queria dizer é que o Zé (é verdade, o Nadal ganhou ao Soderling caralho!, e o Soderling ao Federer!, se não tivesse que ir dormir ia já fazer um post sobre isso, ele até deve estar a estranhar), no tal post, salvo erro, refletia sobre o porquê de só ter x visitas, e concluindo que se quissesse ter mais tinha que mudar (tinha que entrar no tal "sistema" (será que até há "sistema" nos blogues meu Deus?); eu não disse que ele o ia fazer ou que o fez).

eu preferia que todos os blogues amassem as visitas que têm e dispensassem esses posts. mas cada faz o que quer, e eu não chateio ninguém por isso. um dia que esteja mal disposto também posso fazer uma coisa dessas no shakira (do género: será que toda a gente tem que falar de música nos seus blogues para entrar no "sistema"? isto é tão ridículo, não sei se estão a ver.).

bem, gosto muito de todos vocês, mas passa mas é o link do blogue senão chateio-te para o email.
(e eu consigo ser chato como o caralho, mesmo quando não dou por isso).

rui disse...

gosto muito de puxões de orelhas.

José disse...

Epá, não vi nada disto. Desculpem lá, eu que até aprecio uma boa conversa, com boa gente, quando se proporciona.

Ainda hoje estive a ver o Nadal a ganhar ao Bolleli, que aborrecimento. E depois o Federer a dar cabo de um dos Rochus, mas estava a ser tão chato, que adormeci. Quando acordei estava a dar tiro ao alvo, com setas, que nem sabia ser um desporto a sério.

Realmente, esse post era uma piada, mas também pensei um dia destes, em visita ao mictório, porque o escrevi. Tem piada, mas pouca consequência. Acho que era um misto de ironia e desencanto comigo, que, como não consigo escrever nada de jeito para além do que escrevo nos blogues, obrigo-me a escrever algo de jeito nos blogues, o que - sentia - não vinha acontecendo.
E não estou a defender-me. Apenas a recostar-me no divã, que é grátis.
Também tem lá a piadola com os livros transformados em blogues, agora releio-o, que veio de um pensamento muito profundo, daqueles que temos na wc, que era: o que acontecerá à literatura se esta ideia dos blogues transformados em livros tiver um enorme sucesso?
No fundo, partiu daí. Olhei para o meu contador e pensei: carambas, com este número de visitas, nunca poderei dar um livro. E «Mictório luzidio» é claramente um título muito melhor, muito mais digno das prateleiras das livrarias, que «Estado civil» ou «A pipoca mais doce».

De resto, sois uns pândegos. E eu também queria saber desse blogue de cinema.

rui disse...

O Bolleli é um jogador da bola, do Inter, não é? Também faz uma perninha no ATP?

É fácil descobrir o tal blog ;)

rui disse...

ps: ficou-me qq coisa no subconsciente e já sei o que era: eu nem me lembrava de ter visto o 'Ligações Perigosas', quanto mais de ter dito bem sobre ele! fui verificar agora e teinhas razão, se eu neão me lembro não pode ser grande landum. fonex.