quarta-feira, 20 de maio de 2009

La Bella Italia



Este fim-de-semana, um bocado por acaso, acabei por ver dois filmes italianos. O primeiro, visto no Cidade do Porto, foi ‘Almoço de 15 de Agosto’, que disputará com ‘Um dia de cada vez’, de Mike Leigh, o título de feel good movie do ano. Cada vez gosto mais de filmes assim, com pouco espalhafato, despojados, assentando nos actores (destaque inevitável para o actor-realizador Gianni Di Gregorio) e numa câmara cúmplice. Já por isso, num registo muito diferente, tinha gostado tanto de ‘O casamento de Rachel’. O segundo filme, visto em casa de uma amiga, foi o a todos os títulos extraordinário ‘Passarinhos e passarões’ do grande Pasolini. Aquele indescritível genérico cantado é qualquer coisa… E que mais dizer de um filme que tem como personagens Totó e um corvo marxista?

A propósito disso, resolvi fazer uma lista ‘instantânea’ (sem consultar nada, só o que me vem à cabeça) dos 10 filmes italianos que mais gosto. Cá vai:

1. Eclipse, Antonioni
e La Dolce Vita, Fellini
3. Outono escaldante, Zurlini
4. Bianca, Nanni Moretti
5. Os contos de Canteburry, Pasolini
6. Amarcord, Fellini
7. Verão violento, Zurlini
8. Identificação de uma mulher, Antonioni
9. Querido Diário, Nanni Moretti
10. O Mercenário, Damiani Damiano

Acabou por não sair (da cabeça; ou entrar, na lista) nenhum Argento, de quem gosto de vários filmes, para dar um ar de cinéfilo moderno daqueles que o ipsilon falava este fim-de-semana. Mas saiu (ou entrou) um western spaghetti, curiosamente não um Leone. Coisas.

2 comentários:

menina limão disse...

Já estava mentalizada para aceitar a tua ironia, mas obrigada. :)

rui disse...

É este meu coração de manteiga...